Imóveis como garantia em empréstimos: como funciona?

0 Shares
0
0
0

São muitas as opções para aqueles que estão em busca de crédito. Mas você sabia que é possível usar um imóvel como garantia de empréstimo?

Conhecida como Home equity, essa modalidade de empréstimo utiliza um imóvel como garantia para o banco, ou seja, esse imóvel passa a ser vinculado ao banco até que o empréstimo seja totalmente pago. Diferente do empréstimo com garantia de veículo, a casa ou apartamento que será usado como garantia não precisa estar quitado.

Mesmo que pareça uma ótima oportunidade de crédito, é preciso conhecer as vantagens e os riscos desse tipo de negócio.

Como funciona

A liberação do crédito para essa modalidade de empréstimo é mais demorada e burocrática, pois é necessário comprovar que a garantia é válida. As estapas para a contratação são:

1 – Depois de analisar as opções de empréstimos disponíveis e optar pelo Home equity, a empresa fará uma análise de renda para verificar as condições financeiras do cliente;

2 – O imóvel passará por uma avaliação física e jurídica;

3 – O próximo passo é assinar a documentação e fazer o registro de todos os documentos em cartório;

4 – O crédito é liberado.

Vantagens

O maior atrativo do empréstimo com garantia de imóveis são as taxas de juros mais baixas que as outras modalidades e um prazo de pagamento mais longo. Dependendo da instituição financeira, as taxas podem chegar a 0,70% ao mês.

Outra grande vantagem é que o valor do empréstimo com garantia de imóvel é mais alto que as outras modalidades, podendo chegar até 60% do valor do imóvel.

Desvantagens

Antes de optar por esta modalidade de crédito, o consumidor precisa ter um planejamento muito preciso de suas finanças. O Home equity não deve ser utilizado para sanar dívidas já existentes.

O processo de obtenção do crédito através do Home equity tende a ser mais demorado do que outros tipos de empréstimos e alguns fatores colaboram com a demora, como tempo de análise de crédito, avaliação de imóvel e outros trâmites. Portanto, se existe urgência na solicitação, essa modalidade não é a melhor opção.

O seu imóvel está em jogo! Se o objetivo é abrir um negócio ou investir, o cliente pode analisar outras linhas de crédito junto ao seu banco, pois podem existir outras opções que não coloquem o imóvel em risco.

Cuidados

Antes de optar pela contratação de um empréstimo de risco, simule e compare as opções de crédito disponíveis, pois se o empréstimo não for pago em dia, o banco poderá leiloar o imóvel para sanar a dívida.

Como já dito, não se deve utilizar a alternativa para cobrir dívidas já existentes. O ideal é tentar pagar as dívidas de outra forma, já que será feita uma nova dívida que poderá levar à perda do imóvel.

Analise bem os riscos antes de optar pelo crédito com garantia de imóvel e coloque os gastos na ponta do lápis. Avalie e compare todas as opções disponíveis para encontrar a melhor alternativa.

0 Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *